BLOG DO RONY CURVELO

Espero que todos os que acessem este blog e demonstrem interesses pelos artigos aqui escritos, possam contribuir com suas opiniões e observações.

Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 8 de novembro de 2009

Arlindo diz que Lula sabia. E agora?

Arlindo Chinaglia, é deputado federal e ex-presidente da câmara dos deputados, considerado por muitos com um homem íntegro. Recentemente ele fez uma revelação, no mínimo bombástica e não houve nenhuma repercussão. Nos escombros de uma folha perdida de alguns jornais, foi publicado, sem nenhum destaque, o que é a confirmação definitiva que o Presidente Lula mentiu quando disse que nada sabia sobre o mensalão, negando que o deputado Roberto Jefferson do PTB, havia lhe contado e agora confirmado por Chinaglia, da existência da mesada paga à vários deputados escroques.

Arrisco a dizer que até sinto saudades do PT do passado. Antes nós sabíamos das malfeitorias e da roubalheira, por que tínhamos o guardião máximo da moralidade no Brasil, o PT. Sim o PT. Este PT que se achava acima do bem e do mal, diferente dos outros partidos. O PT dos artistas. O PT do Lula. Este sim deve ter sido um tapa na cara dos que utopicamente, inocentemente acreditavam nesta versão romântica e irreal do PT honesto. Mostraram-se pior do que aqueles que eram alvo de suas críticas.

Mando aqui um salve para Benedita da Silva, que usou dinheiro público para ir a Argentina, um outro salve para Waldomiro Diniz, amigo e assessor de José Dirceu, que foi pego com a mão na botija recebendo dinheiro de um bicheiro. Humberto Costa que foi ministro da saúde, quando houve o desvio de quatro bilhões de reais com o chamado escândalo dos Vampiros. Vocês são a cara do PT!

Sabe-se que no governo FHC, houve compra do voto de deputados, por cerca de R$ 200 mil reais cada, como foi publicado na época, para ser aprovada a reeleição. O PT comprou o apoio dos partidos aliados com dinheiro publico ou com origem duvidosa. So para lembrar, o presidente do PT na época era o Jose Genuíno. Sim, eu sei que o irmão foi pego com dólares na cueca indo de São Paulo para Fortaleza. Mas cuidado, ele nem sabia de nada.

Apesar de não ser o tema do meu artigo, mas surge a duvida: Quanto custou e quem pagou para a votação do “impeachment” do Collor? Será que os vendilhões só se venderam aos encantos de FHC e de Lula, quando presidentes?

Esta semana continua o julgamento do mensalão mineiro e o desta vez, julga-se o ex-governador de Minas e atual senador Eduardo Azeredo, que aprendeu com o PT e com o Lula rapidamente. Declarou que nada sabia!

O senador foi beneficiado, segundo o processo que esta sendo julgado no Superior Tribunal Federal, por favores financeiros do “carequinha que fazia chover dinheiro”, como dizia Jefferson.

Apesar de Lula e Azevedo nada saberem, com dizem. Precisamos ser informados de quem era o dinheiro que comprou votos no congresso para ajudar o governo de um e a campanha do outro? Hein?

Nenhum comentário:

Postar um comentário